Translate

domingo, 4 de maio de 2014

MINHA POESIA:

Mistério

Livra-me da angústia, que me gasta,
E de toda a inquietação me afasta.
Reveste-me, ainda, de fé mais vasta,
Com a intensidade que o amor arrasta.
Em meu ser, “o mistério me basta”.

Free me from the anguish, that spend me,
And all the unrest push me away.
Clothe me, though, the wider faith,
With the intensity that love drag.
Inside of me, "the mystery is enough for me."
(Tradução livre - Free translation)

---------------------------------------
AUTOR: Paulo Cesar Paschoalini *
(*) exceto a frase entre aspas
---------------------------------------
COMENTÁRIO:
Hoje assisti à missa das 11:00 horas, no Santuário Nossa Senhora dos Prazeres, em Piracicaba-SP. Durante a homilia, o Padre Edvaldo de Paula Nascimento estava, eu diria que nem mais nem menos que em outras oportunidades, mas especialmente inspirado. O ponto alto da sua pregação foi a citação de uma frase dita a ele por uma mulher que frequenta o Santuário: “o mistério me basta”.
Além de provocar imediata reflexão, desencadeou em mim um processo interior de elaboração quase involuntária do texto publicado, cujo ponto alto é, sem dúvida, a citação entre aspas, a qual finaliza e sintetiza o texto. A frase em destaque, repito, não é minha e a autoria não foi mencionada pelo Padre.
Ela nos remete a uma reflexão filosófica reconfortante. É importante e da natureza humana a constante busca de conhecimento. Afinal, somos dotados de capacidade e devemos aprimorá-la para a evolução, quer seja do “ser” ou do “humano”. Porém, muito mais do que ter a pretensão de desvendar os enigmas insondáveis da existência, o simples (ou grandioso) fato de sermos criaturas com percepção suficiente para captar que existe "um mistério" no universo, ou ainda além dele, já é o bastante e motivo esse que nos coloca numa condição incomparável e especial, diante de "Algo" superior ao nosso aspecto terreno.
______________________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário