Translate

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

UMA CITAÇÃO...

Vida

"Precisamos estar dispostos a nos livrar da vida que planejamos, para podermos viver a vida que nos espera. A pele velha tem que cair para que uma nova possa nascer."

--------------------------------
AUTOR: Joseph Campbell
--------------------------------
COMENTÁRIO - Paulo Cesar Paschoalini:
Joseph John Campbell nasceu em 26 de março de 1904 em White Plains, Nova York, e faleceu em 30 de outubro de 1987 em Honolulu, Hawai. Foi um estadunidense especialista em sociedade nativa americana. Seus estudos versaram em mitologia e religião comparada, mapeando as semelhanças entre mitologia e as diversas culturas humanas. Dentre as obras oriundas de suas pesquisas, destaque especial para "The masks of God" ("A máscara de Deus"), onde aborda os mitos e as culturas do mundo através dos milênios (Fonte: Wikipédia).
______________________________________

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

UMA POESIA...

Vou ser, vencer e amar

Me despi das minhas roupas,
poucas saudades vão deixar;
secando no varal do tempo,
o presente é o melhor lugar
para se estar.

Sou o que quero ser,
avesso, inverso, verso, universo,
raiz, árvore, fruto,
sou do tamanho do meu sonho;
medo, eu não te escuto.

Desfazendo nós
e fazendo laços,
beijos são meus rastros;
seus olhos,
os mais lindos traços.

Pés descalços,
estou sentindo o chão.
Vou amando,
a mando do coração.

----------------------------------------
AUTOR: Lucas Almeida de Carvalho
----------------------------------------
COMENTÁRIO - Paulo Cesar Paschoalini:
O autor é aluno da "ETEC Gustavo Teixeira", unidade de São Pedro-SP, tendo cursado o 2° Ano do Ensino Médio no ano de 2015. A poesia acima foi a segunda colocada no "Concurso de Poesias Criadas", realizado no ano passado na mencionada cidade. Ele participou também desse certame no ano de 2014 e classificou-se em primeiro lugar com o poema intitulado "Aprendendo a amar".
Gostaria de agradecer ao Lucas pelo envio do texto e por ter autorizado a publicação no blog. Agradecimento especial ao Prof. Alex, da ETEC, pela oportunidade que tive de tomar conhecimento do trabalho desse jovem poeta.
A imagem que acompanha o poema é da "Cascata Dorigon", queda d'água de aproximadamente 15 metros, que possui piscina natural. Esse é um dos diversos pontos turísticos da cidade de São Pedro-SP, distante pouco mais de 30 Km de Piracicaba-SP.
______________________________________

sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

UMA CITAÇÃO...

Alma humana

“Conheça todas as teorias, domine todas as técnicas, mas ao tocar a alma humana seja apenas outra alma humana.”

----------------------
AUTOR: Carl Jung
----------------------
COMENTÁRIO: Paulo Cesar Paschoalini:
Carl Gustav Young nasceu em 26 de julho 1875, em Kesswil, na Suiça, e faleceu em 6 de junho 1961, em Küsnacht. Foi um psiquiatra e psicoterapeuta suíço, fundador da Psicologia Analítica. Seu trabalho exerceu influência nas áreas de psiquiatria, psicologia e em segmentos como religião e literatura. Entre seus conceitos mais reconhecidos estão o arquétipo, o inconsciente coletivo, o complexo e a sincronicidade. Devido ao seu interesse por filosofia e ocultismo, muitos passaram a vê-lo como um místico. Seus estudos marcaram a Antropologia, Sociologia e Psicologia, além de outros campos como a Arte, Literatura e Mitologia. (Fonte: Wikipédia).
______________________________________

domingo, 3 de janeiro de 2016

MINHA POESIA:

Sopro

Um último suspiro...
Um sopro brando
levou para longe um agito contido,
que não se continha mais.
A inquietação não se dissipava.
Já não tinha mais
aquele explosivo jeito sereno,
que explodia serenidade.
A tranquilidade foi abandonando
a sua essência pouco a pouco.
Prefiro lembrar você
no gozo de sua lucidez.
Quando estava perto,
seus pensamentos vasculhavam,
ao longe, o infinito do saber.
Agora, que está longe,
vim saber que o infinito é muito perto.
Aprendi que a distância que separa
os limites da vida e o infinito
é de exatamente um sopro...

---------------------------------------
AUTOR: Paulo Cesar Paschoalini
---------------------------------------
COMENTÁRIO: Hoje faz precisamente 15 anos que meu irmão Valter se foi. Eu sei que pode parecer clichê, mas realmente me dá a impressão que foi ontem. Se isso foi ontem, anteontem mesmo estávamos ali em nosso quintal, brincando com os carrinhos que nós mesmos fabricávamos, lembra? A palavra saudade certamente não é suficiente para expressar a sua falta.
Foi uma das pessoas mais presentes na minha vida, até então, já que era dois anos mais velho que eu e eu aprendi muito, mas muito mesmo com ele! Estudamos nas mesmas escolas, frequentamos juntos muitos lugares em nossa juventude e também trabalhamos na mesma empresa.
Lembro-me que, certa vez, ele leu alguns outros textos meus e um dia me disse que eu deveria publicá-los. Apesar da simplicidade de cada linha, o tipo de incentivo como esse me fizeram reunir os poemas e me levou a acreditar numa eventual publicação. Porém ele não chegou a ver meu livro pronto.
O poema acima eu escrevi três semanas depois de sua partida e foi publicado na página 51 do meu livro "Arcos e Frestas". Nos agradecimentos, eu mencionei que o texto era em sua memória e aproveitei para dedicar aos seus filhos Jean, Vitor e Renata. Quis o destino que a Renata nos deixasse em maio de 2014 e, independente da crença de cada um, de certa forma, eles estão juntos agora.
______________________________________